Header Ads

Sintomas de que o amor acabou


Como recebo perguntas de muita gente confusa em relação a gostar ou não do parceiro, eis aqui algumas dicas que podem ajudar a perceber se o amor acabou:
OBS: Acontecer um ou outro dos itens citados abaixo pode ser considerado algo normal e passageiro, porém, se  persistir(em) e/ou incomodar(em) por um bom tempo, é hora de repensar!!!
Nem precisa falar que o post acaba valendo para os dois casos, tanto de homens, quanto de mulheres (é só trocar as palavras femininas por masculinas que dá na mesma)! Ah, e ele também serve para a gente ver se não estão fazendo isso com a gente!
Não há mais necessidade de conversar com a pessoa: Esse papo de que só casal de velhos que gosta de conversar é a mais pura mentira: em um bom relacionamento tem que haver amizade, porém….
Não pode ser só amizade: Se você está percebendo que seu parceiro está mais para melhor amigo do que para namorado e você não tem muita vontade além da de contar “os babados do dia”, é melhor já “rebaixar” o parceiro para a classe do “exclusivamente” amigo. Com o namorado (marido) a gente pode e deve sentir vontade de conversar, mas tem que ter vontade de tirar a roupa também…
Você não sente mais vontade de sexo: É normal que em algumas fases a gente não queira tanto sexo, já que somos seres humanos e não servimos apenas para ter desejo sexual: as vezes ficamos chateados, estressados e mais aquele monte de coisa que corta o apetite de (quase!) qualquer um. Porém, se mesmo quando você está feliz, de bem com a vida e, pior, se está há muito tempo sem transar e mesmo assim não vê o seu parceiro como opção de alívio, aí está um grande alerta vermelho!!!
Pensa muito nele no passado: “Ai como ele era fofo, romântico e príncipe e agora ele está grosso barrigudo e sem graça”. Parece piadinha, mas, se você só elogia ele para falar do passado, é porque ele no presente não está valendo tanto a pena. Como ninguém vive de passado, é bom arrumar um que seja bom no presente e torcer para que permaneça igualmente bom no futuro e não caia na desgraça do outro!
Você não tem mais vontade de agradar: Tudo bem que ninguém aguenta ficar agradando 24 horas por dia: até o super papai Noel só tirou um dia no ano. Porém, um agradinho aqui e outro acolá é sempre bem vindo e, nem precisa ser presente material, um bom sexo oral já faria muito companheiro mais feliz. Assim, se você não tem vontade nem de comprar a balinha barata que o seu parceiro tanto gosta é porque ele não está mais te instigando tanto a fazer isso (ou você que está folgada até demais!).
Você tem preferido ficar sozinha do que ficar com ele: Se antes vocês viviam juntos e agora você sempre tem uma desculpa para ficar sozinha: muito trabalho, muito estudo ou sei lá o que, é sinal de que ou você não gosta mais tanto dele, ou está ocupada demais para ter um namorado. Sem contar que há sempre a ideia de que quem quer arruma tempo. Não precisa ser muito tempo, mas se até o pouco que sobra você está preferindo qualquer coisa do que ele, é porque o negócio está feio.
Você começa a olhar outras pessoas: Peralá que ninguém é cego e, eventualmente pode acontecer de vermos uma ou outra pessoa interessante e inclusive excitante. PORÉM, olhar é uma coisa, ter vontade de trocar pelo seu parceiro é outra. O que quero dizer com isso é que: se você começar a ter vontade de trocar de companhia e não a quer apenas de colírio para descontrair o dia, é hora de pensar em avisar o parceiro que o prazo venceu…
Por fim e não bastando, você começa a FICAR com outra pessoas: Se você começar a perceber que, fora o vacilo de ter um amante (e nisso já estar correndo sérios riscos de ser pego e perder o parceiro), você ainda está vendo que ele é melhor do que o seu namorado, aí o negócio está no fim mesmo e é hora de pensar não em trocá-lo pelo amante (já que, se ele for esperto, não te levará a sério se considerar que você poderá fazer o mesmo com ele quando passar a ser oficial), mas sim em ficar sozinha ou arrumar um terceiro que não saiba desse seu vacilo de vida.

Nenhum comentário